Desenvolvimento e potencial de clusters criativos para as cidades médias brasileiras

  • Gabriel B. Vaz de Melo Mestrando em Ciências Econômicas – CEDEPLAR/UFMG
  • Guilherme Leite Paiva Mestrando em Ciências Econômicas – CEDEPLAR/UFMG
Palavras-chave: clusters criativos, externalidades aglomerativas, cidades médias, fuzzy cluster, regic.

Resumo

Este estudo investiga a presença de clusters criativos nos municípios médios brasileiros em 2010 e baseia-se na metodologia de identificação proposta por Machado, Simões e Diniz (2013). A análise das cidades médias evidencia a criação de tipologias e diferenças nos padrões das aglomerações criativas. Ao isolar os efeitos dos grandes centros e das cidades periféricas, contribui-se para melhorar o entendimento e conhecimento da economia criativa no Brasil. O método multivariado de fuzzy cluster, que permite maior aproximação dos resultados com a realidade, foi aplicado a diferentes dados disponibilizados pelo IBGE, DATASUS e FINBRA. A partir de critérios específicos, foram selecionados seis clusters para a amostra. Analisou-se à disposição, localização geográfica e os resultados encontrados para cada cluster, sendo que quatro apresentaram um padrão mais aparente. A produção deste conhecimento é fonte importante para o exame adequado das políticas focadas na economia criativa e seus impactos.

Publicado
2017-11-22
Seção
Número Especial