Os Bancos Centrais e sua ambivalência público-privada

Autores

  • Gentil Corazza

Palavras-chave:

banco, banco central, sistema financeiro.

Resumo

O texto analisa a origem histórica dos bancos centrais, a partir de três processos básicos: a evolução e a convergência do sistema de free banking para um sistema hierarquizado em torno de um banco central; a transformação das casas de compensação em bancos centrais e o processo em que bancos governamentais foram assumindo funções e se transformando em bancos centrais. O texto objetiva fazer uma síntese do debate sobre as razões históricas que deram origem aos primeiros bancos centrais, analisando especificamente se os bancos centrais não foram criados arbitrariamente pelo Estado, ou se representam o produto necessário da própria evolução do sistema bancário privado submetido a crises recorrentes. Esta origem histórica, por sua vez, fundamenta a natureza teórica ambivalente público-privada dos bancos centrais, definida pela sua dupla inserção, no Estado e no sistema financeiro. O caráter público dos bancos centrais não decorre de sua inserção na estrutura estatal, mas de sua função como bancos dos bancos, cujo exercício, porém, reafirma a dimensão privada dos bancos centrais.

Downloads

Publicado

2009-05-26

Como Citar

CORAZZA, G. Os Bancos Centrais e sua ambivalência público-privada. Nova Economia, [S. l.], v. 11, n. 1, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/385. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares