Regime de chuvas e saúde infantil no estado do Ceará

evidências para os municípios em anos censitários (1991-2010)

Resumo

O presente artigo busca investigar se o regime de chuvas influencia a taxa de mortalidade infantil (TMI) no estado do Ceará nos anos de 1991, 2000 e 2010. O estudo utiliza técnicas de análise exploratória de dados espaciais e modelo de estimação para dados em painel incorporando não somente efeitos fixos como também a dependência espacial entre as unidades geográficas. Os resultados apontam para a existência de dependência espacial positiva da TMI. Ao incorporá-la nas estimações econométricas, os resultados indicam que a escassez de chuvas dos municípios contribui não somente para o aumento da TMI municipal, como também para o aumento da TMI dos municípios vizinhos. Portanto, o estudo contribui para a literatura nacional mostrando que fenômenos climáticos podem de fato afetar a saúde infantil.

Publicado
2019-06-16
Como Citar
DE OLIVEIRA SILVA, V. H.; NASCIMENTO DE MEDEIROS, C. Regime de chuvas e saúde infantil no estado do Ceará. Nova Economia, v. 29, n. 1, p. 307-338, 16 jun. 2019.
Seção
Números Regulares