A finança digitalizada: informatização a serviço da globalização financeira

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Edemilson Paraná

Resumo

Com base em relatórios e dados financeiros, entrevistas em profundidade com especialistas em tecnologia da informação e sistema financeiro, representantes da indústria de tecnologia, investidores e distintos atores do mercado de capitais brasileiro, desenha-se, neste artigo, um breve panorama da Finança Digitalizada, aqui compreendida como o complexo técnico-operacional de gestão da circulação, acumulação e valorização de capital financeiro por meio de recursos tecnológicos automatizados, que aceleram a compressão dos fluxos espaço-tempo, em busca de ganhos especulativos. Busca-se, com isso, destacar a influência das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) na emergência e consolidação, especialmente a partir da década de 1980, de um novo sistema financeiro mundializado, operado globalmente em "tempo real" com uso intensivo de recursos tecnológicos no âmbito do chamado regime de acumulação com dominância da valorização financeira.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Edemilson Paraná, Universidade de Brasília (UnB)/Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA)

Edemilson Paraná (heterônimo de Edemilson Cruz Santana Junior) é mestre e doutorando em Sociologia pela Universidade de Brasília (UnB). Atualmente é Pesquisador no Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) no projeto Sistema Monetário e Financeiro Internacional. É autor do livro "A finança Digitalizada: capitalismo financeiro e revolução informacional" (Insular, no prelo). Interessado em temáticas situadas na interface entre Economia Política, Sociologia, Teoria e Pensamento Social.