Análise do conteúdo tecnológico das exportações brasileiras sob a lógica estruturalista-kaldoriana

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Joilson de Assis Cabral
Maria Viviana de Freitas Cabral
Daniel Ribeiro de Oliveira

Resumo

Este estudo analisou o conteúdo tecnológico das exportações brasileiras para verificar se a expansão das exportações ocorrida entre 2000 e 2005 seria capaz de induzir o crescimento econômico sustentado seguindo a lógica estruturalista-kaldoriana. Para tanto, foram utilizadas as matrizes de insumo-produto disponibilizadas pelo IBGE, compatibilizadas com base na taxonomia proposta por Lall (2000). Os resultados do estudo mostram que, apesar da melhora do resultado comercial do país verificada no período analisado, o aumento das exportações brasileiras não seria capaz de induzir um círculo virtuoso de crescimento econômico sustentado. Sob a lógica estruturalista-kaldoriana, esse fato pode ser creditado à concentração da expansão das exportações nos setores de baixo conteúdo tecnológico que, no longo prazo, não causaria a ruptura da restrição externa ao crescimento econômico do país. Essa constatação sugere que o Sistema Nacional de Inovação brasileiro ainda apresenta um baixo grau de desenvolvimento com papel limitado na indução da atividade econômica.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Artigos
Biografia do Autor

Joilson de Assis Cabral, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Professor do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Maria Viviana de Freitas Cabral, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Professora do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Daniel Ribeiro de Oliveira, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Professor do Departamento de Ciências Econômicas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro