Was it Uruguay or coffee? The causes of the beef jerky industry’s decline in southern Brazil (1850 – 1889)

Autores

  • Thales Augusto Zamberlan Pereira Faculdade de Economia, Universidade de São Paulo (FEA/USP)

Palavras-chave:

doença holandesa, escravidão no Brasil, comércio do Uruguai

Resumo

O que causou o declínio da produção de charque no Brasil? Sendo o principal alimento dos escravos, o charque era a indústria mais importante do sul do Brasil. No entanto, em 1850, produtores estavam preocupados porque não conseguiam competir com a indústria uruguaia. Interpretações tradicionais atribuem o declínio a diferenças em produtividade entre os mercados de trabalho; pois enquanto o Brasil utilizava trabalho escravo, o Uruguai havia abolido a escravidão em 1842. Pesquisas recentes também levantam a possibilidade de uma “doença holandesa” no Brasil, decorrente do forte crescimento nas exportações de café. Ambas hipóteses são testadas e argumenta-se que o declínio da produção brasileira foi associado a mudanças estruturais na demanda por carne de baixa qualidade. Políticas de proteção comercial criaram desincentivos para os produtores brasileiros aumentarem a produtividade e diversificar a indústria de carne.

Biografia do Autor

Thales Augusto Zamberlan Pereira, Faculdade de Economia, Universidade de São Paulo (FEA/USP)

Departamento de Economia, área história econômica.

Downloads

Publicado

2016-08-08

Como Citar

ZAMBERLAN PEREIRA, T. A. Was it Uruguay or coffee? The causes of the beef jerky industry’s decline in southern Brazil (1850 – 1889). Nova Economia, [S. l.], v. 26, n. 1, 2016. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/3005. Acesso em: 24 set. 2021.

Edição

Seção

Números Regulares