Efficiency, cost and benefits in contracts of public private partnerships

Autores

  • Rodrigo Nobre Fernandez Universidade Federal de Pelotas
  • André Carraro Universidade Federal de Pelotas
  • Ronald Otto Hillbrecht Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

parcerias público-privadas, contratos

Resumo

Este trabalho desenvolve um modelo teórico para compreender a elaboração do desenho de Parcerias Público Privadas. Toma-se como base o modelo de Iossa e Martimort (2012), modificando-o com a adição de um parâmetro que mede a sensibilidade dos esforços entre os estágios do projeto e também delimitando a variável que determina a flexibilidade da tecnologia. Neste sentido, o regime de bundling, em que as empresas são agregadas em um consórcio, mostra-se se superior ao que as empresas são contratadas separadamente. Isto se dá porque no primeiro modelo, as firmas conseguem internalizar as externalidades advindas do processo produtivo. Por outro lado, mesmo que este regime se mostre mais eficiente, o governo deve procurar mecanismos que monitorem eficientemente o índice de qualidade dos serviços.

Biografia do Autor

Rodrigo Nobre Fernandez, Universidade Federal de Pelotas

Doutor em Economia Aplicada pelo Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - PPGE/UFRGS (2014). Mestre em Economia Aplicada pelo Programa de Pós-Graduação em Organizações e Mercados da Universidade Federal de Pelotas - PPGOM/UFPEL (2011). Graduado em ciências econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG (2008). Técnico em Sistemas para Internet e Intranets pelo Colégio Técnico Industrial Professor Mário Alquati - CTI/FURG (2004). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Teoria Econômica e Métodos Quantitativos aplicados à Economia, atuando principalmente nos seguintes temas: Parcerias Público-Privadas, Contratos, Regulação, Infraestrutura e Econometria Aplicada.

André Carraro, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1994), mestrado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997) e doutorado em Economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003). Atualmente é professor associado da Universidade Federal de Pelotas, atuando no Programa de Mestrado em Organizações e Mercados (PPGOM). Tem experiência na área de Economia Política Positiva, com interesse nos seguintes temas: teoria dos jogos, economia política positiva, economia da corrupção e, empreendedorismo.

Ronald Otto Hillbrecht, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui graduação em pela Universidade da Região de Joinville (1984), mestrado em pela Universidade de São Paulo (1990) e doutorado em Teoria Econômica pela University of Illinois at Urbana Champaign (1995). Atualmente é professor associado IV na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Com formação em economia monetária e economia institucional, tem atuado nos seguintes temas: direitos de propriedade e regulação de mercados, políticas de desenvolvimento econômico e políticas macroeconômicas para economias abertas.

Downloads

Publicado

2016-12-22

Como Citar

FERNANDEZ, R. N.; CARRARO, A.; HILLBRECHT, R. O. Efficiency, cost and benefits in contracts of public private partnerships. Nova Economia, [S. l.], v. 26, n. 2, 2016. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2935. Acesso em: 26 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares