Controvérsias sobre a macroeconomia de Keynes e seus possíveis fundamentos microeconômicos

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Adriana Nunes Ferreira

Resumo

Este artigo faz rápida revisão dos argumentos que ligam o corpo teórico da Teoria Geral ao aparato de concorrência imperfeita – tanto os que Keynes teve chance de responder, quanto alguns que foram recuperados muitos anos depois. O que se quer, aqui, é defender um ponto crucial: os resultados de Keynes não dependiam de “fundamentos microeconômicos”, entendidos como a definição de estruturas de mercado particulares. Pretende-se mostrar que Keynes, ao ser confrontado com a sugestão de utilizar um aparato de competição imperfeita para fundamentar seus resultados, rejeitou fortemente esta possibilidade, mostrando não considerar necessária, para a sustentação de seus argumentos, a definição de uma estrutura de mercado específica. Mais tarde, várias críticas feitas à Teoria Geral em seu berço foram retomadas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Seção
Artigos