Uma investigação e aplicação das novas medidas de alfabetização no Brasil

Autores

  • Felipe Garcia Ribeiro
  • André Portela Fernandes de Souza

Palavras-chave:

medidas de alfabetização, analfabetos não isolados, analfabetos isolados, externalidades

Resumo

Este trabalho objetiva investigar o analfabetismo no Brasil com base no uso de medidas que utilizam os conceitos de externalidades da alfabetização e analfabetismo isolado. Entende-se por “analfabetos isolados” aqueles indivíduos analfabetos que não convivem com pessoas alfabetizadas. Para tanto, avalia-se o perfil de alfabetização da população brasileira com esses conceitos e aplicam-se as principais medidas de alfabetização desenvolvidas recentemente. Da investigação do perfil de alfabetização no país, constata-se ser a região Nordeste a que apresenta os piores resultados entre as demais, uma vez que é a que tem a maior parcela de analfabetos isolados do total. Além disso, a proporção de pessoas que residem em arranjos domiciliares com chefes solteiros, sem filhos e sem outros parentes é fortemente associada às variações nos rankings das diferentes medidas de alfabetização dos municípios do Nordeste.

Downloads

Publicado

2014-05-29

Como Citar

RIBEIRO, F. G.; DE SOUZA, A. P. F. Uma investigação e aplicação das novas medidas de alfabetização no Brasil. Nova Economia, [S. l.], v. 23, n. 3, 2014. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2476. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares