Barreiras à entrada em mercados alimentares: uma discussão das evidências recentes

Autores

  • Orlando Martinelli Júnior

Resumo

Este artigo discute os aspectos mais salientes e constitutivos da estrutura de mercado de alimentos nos países desenvolvidos, especialmente enfatizando aqueles relacionados às magnitudes e à intensidade das barreiras à entrada, tais como os custos de publicidade e propaganda (P&P), as estratégias de diferenciação de produtos e os gastos com pesquisa e desenvolvimento (P&D). Derivadamente, destacam-se ainda alguns pontos sobre as estratégias competitivas das grandes empresas alimentícias, permitindo a melhor compreensão do padrão concorrencial vigente nos mercados alimentícios e das exigências que esse padrão coloca para as estratégias das empresas de menor porte, notadamente os reflexos que a crescente internacionalização produtiva e comercial desses mercados podem acarretar para as empresas de menor porte econômico que atuam restritas aos mercados domésticos.

Downloads

Publicado

2013-12-04

Como Citar

JÚNIOR, O. M. Barreiras à entrada em mercados alimentares: uma discussão das evidências recentes. Nova Economia, [S. l.], v. 8, n. 2, 2013. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2226. Acesso em: 27 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares