Privatização e estratégias corporativas: uma análise da experiência brasileira no período 1990-1994

Autores

  • Marcelo Pinho
  • José Maria S. J. da Silveira

Resumo

A análise dos efeitos do Programa Nacional de Desestatização (PND) sobre a eficiência e a competitividade das indústrias afetadas pressupõe uma caracterização abrangente das configurações patrimoniais que resultaram dessa política. O objetivo deste artigo é justamente prover tal caracterização para a etapa manufatureira do processo de privatização no Brasil, analisando as estratégias perseguidas pelos compradores de empresas estatais no período 1990-94. Com base nessa avaliação, concluímos que os interesses empresariais associados à estrutura produtiva prévia e as diferentes estratégias dos agentes financeiros  quanto ao uso das moedas de privatização foram os principais fatores na "seleção" dos novos controladores das empresas.

Downloads

Publicado

2013-12-04

Como Citar

PINHO, M.; DA SILVEIRA, J. M. S. J. Privatização e estratégias corporativas: uma análise da experiência brasileira no período 1990-1994. Nova Economia, [S. l.], v. 8, n. 2, 2013. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2225. Acesso em: 27 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares