O efeito estufa e a redução de CO2: a estimação do ponto ótimo social global

Autores

  • Maria Bernadete Sarmiento Gutierez
  • Mário Jorge Cardoso de Mendonça

Resumo

Ao  longo do debate a respeito da questão da mudança climática se  tem procurado  definir o nível de redução global  nas emissões de gases de efeito estufa compatível com o crescimento sustentável dos países. O Protocolo de Quioto postula, como política ótima, uma redução em média de 5,2% das emissões  do  grupo  dos  países desenvolvidos até  o  ano 2012,  tomando como base as  emissões de  1990,  isentando os  países em  desenvolvimento de compromissos de  redução. Esse trabalho tem como objetivo central o cálculo do nível  ótimo de redução global a partir da análise de equilíbrio intertemporal, onde a política de reduçáo das emissões está relacionada com o comportamento racional dos agentes. Tomando-se ainda o fato que muitos parâmetros,  inclusos de modo exógeno na análise, foram obtidos em condições de incerteza, o que se faz é aplicar um estudo de análise de sensibilidade de modo a obter uma região de confiança para esse nível ótimo. Ao  final do trabalho é  feita uma análise comparativa, visando chamar a atenção  para o fato de que o nível de redução determinado pelo Protocolo de Quioto pode não ser aquele que garanta o desenvolvimento sustentável das nações em desenvolvimento.

Downloads

Publicado

2013-10-10

Como Citar

GUTIEREZ, M. B. S.; DE MENDONÇA, M. J. C. O efeito estufa e a redução de CO2: a estimação do ponto ótimo social global. Nova Economia, [S. l.], v. 9, n. 2, 2013. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2159. Acesso em: 27 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares