A vocação exportadora do Rio Grande do Sul: uma avaliação por meio do efeito fronteira

Autores

  • Sérgio Leusin Jr.
  • André Filipe Zago de Azevedo
  • Marcos Tadeu Caputi Lélis

Palavras-chave:

efeito fronteira, modelo gravitacional, integração regional

Resumo

O Rio Grande do Sul tem se notabilizado pe­lo elevado volume de suas exportações, sendo atualmente o terceiro maior estado exporta­dor brasileiro. Este artigo busca examinar o viés exportador do estado através do chama­do “efeito fronteira” para o período 1997­-2002. Esse efeito foi estimado empiricamente, utili­zando­-se dados agrupados e dados em painel, em um modelo gravitacional com os 27 esta­dos brasileiros e 40 países. Os resultados apon­tam para a inexistência de um viés de comércio para os demais estados brasileiros; portanto as fronteiras nacionais não representariam custo maior para as exportações do Rio Grande do Sul em relação aos demais estados. Possíveis causas da inexistência do viés doméstico de comércio do Rio Grande do Sul podem estar relacionadas à maior proximidade geográfica do estado com outros países, principalmente os do Mercosul, às preferências comerciais ga­rantidas pelo bloco, bem como ao perfil de suas exportações, baseadas principalmente em produtos primários.

Downloads

Publicado

2013-09-19

Como Citar

LEUSIN JR., S.; AZEVEDO, A. F. Z. de; LÉLIS, M. T. C. A vocação exportadora do Rio Grande do Sul: uma avaliação por meio do efeito fronteira. Nova Economia, [S. l.], v. 23, n. 1, 2013. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2123. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares