Instituições e nível de renda: Uma abordagem empírica para os municípios paranaenses

Autores

  • Ana Elisa Gonçalves Pereira
  • Luciano Nakabashi
  • Márcio A. Salvato

Palavras-chave:

instituições, nível de renda, economia paranaense

Resumo

O estado do Paraná apresenta uma grande disparidade no nível de renda em seus municípios. A diferença entre os municípios com o maior e o menor PIB por trabalhador no início do milênio, segundo dados do  IBGE (2000), era superior a 700%. Uma explicação para as disparidades nos níveis de renda advém da teoria institucionalista. Diversos estudos empíricos nesse campo encontram uma elevada correlação entre a qualidade institucional e o nível de desenvolvimento econômico. A teoria sugere que as instituições afetam o nível de renda por meio da distribuição de poder político, da geração de oportunidades econômicas, do estímulo à inovação e à acumulação de capital humano, além de outras vias. Tendo isso em vista, o objetivo do presente artigo consiste em mensurar a qualidade das instituições municipais paranaenses e avaliar o efeito que elas exercem sobre seus respectivos níveis de renda.

Downloads

Publicado

2013-05-13

Como Citar

PEREIRA, A. E. G.; NAKABASHI, L.; SALVATO, M. A. Instituições e nível de renda: Uma abordagem empírica para os municípios paranaenses. Nova Economia, [S. l.], v. 22, n. 3, 2013. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/2023. Acesso em: 27 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares