Dinâmica da taxa de câmbio em uma economia monetária periférica: uma abordagem keynesiana

Autores

  • Rogério Andrade
  • Daniela Magalhães Prates

Palavras-chave:

taxas de câmbio, economia monetária, economia keynesiana, centro-periferia

Resumo

O artigo discute os determinantes da taxa de câmbio em uma economia monetária periférica, com base em uma perspectiva teórica centrada na economia política keynesiana. Para tal, analisam-se inicialmente as propriedades essenciais de uma economia monetária aberta e, na sequência, apresentam-se as proposições básicas da visão pós-keynesiana da determinação da taxa de câmbio, desenvolvida principalmente por John Harvey, o qual, no entanto, não discute as causas específicas do comportamento da taxa de câmbio em economias periféricas “emergentes”. Por fim, após reexaminar a ideia de “condição periférica”, o texto discute as peculiaridades históricas e institucionais associadas ao modo de inserção das economias periféricas no sistema monetário e financeiro internacional moderno.

Downloads

Publicado

2012-11-23

Como Citar

ANDRADE, R.; PRATES, D. M. Dinâmica da taxa de câmbio em uma economia monetária periférica: uma abordagem keynesiana. Nova Economia, [S. l.], v. 22, n. 2, 2012. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/1809. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares