Mobilidade intrageracional de renda no Brasil

Autores

  • Erik Alencar de Figueiredo

Palavras-chave:

mobilidade de renda, matriz de transição, índices de mobilidade, coorte, regiões

Resumo

Este estudo busca mensurar o grau de mobilidade intrageracional de renda no Brasil e em seus diversos subgrupos populacionais, no período de 1995 a 2005. Para tanto, serão considerados a abordagem axiomática da mobilidade e o instrumental dinâmico proposto por Aebi et al. (1999). Os cálculos da matriz de transção markoviana e dos índices de mobilidade indicam que o Brasil apresenta uma baixa mobilidade intrageracional de renda, sugerindo que sua estrutura social é relativamente rígida. Constatou-se, também, importantes heterogeneidades dentro de cada subgrupo, corroborando os resultados intergeracionais apontados por Ferreira e Veloso (2006).

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

FIGUEIREDO, E. A. de. Mobilidade intrageracional de renda no Brasil. Nova Economia, [S. l.], v. 20, n. 3, 2010. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/novaeconomia/article/view/1209. Acesso em: 24 nov. 2020.

Edição

Seção

Números Regulares