Criptomoedas e suas aplicações no mercado turístico

Autores

  • Eduardo Souza UEPG
  • Mirna de Lima Medeiros UEPG

DOI:

https://doi.org/10.29149/mtr.v5i1.5877

Palavras-chave:

Criptomoedas, Turismo, Bitcoin

Resumo

As criptomoedas surgem como uma maneira diferenciada de se efetuar pagamentos, principalmente no âmbito online. As criptomoedas se tratam de um modelo de moeda virtual cujas principais características são a descentralização e o anonimato de seus usuários. O presente trabalho buscou relacionar as criptomoedas com o setor do turismo, tomando por base um levantamento bibliográfico para compreender o que são as criptomoedas e o seu funcionamento, seguido de uma análise de 255 notícias em portais de notícias especializados em negócios que tratavam de criptomoedas e suas aplicações no mercado. Com isso constatou-se que as cinco criptomoedas mais utilizadas para venda de serviços turísticos são o Bitcoin, Litecoin, Bitcoin Cash, Ethereum e DASH. Algumas características dessas criptomoedas como o seu preço e taxa para realização de transação foram abordadas na pesquisa para melhor entender como elas poderiam ser implementadas no setor turístico. Conclui-se que as criptomoedas são uma forma diferente de se efetuar transações que pode trazer comodidade e ao mesmo tempo riscos para os turistas.  Agradecimentos ao CNPq pela concessão de bolsa para realização da pesquisa.

Referências

Ammous, S. (2016). Blockchain Technology: What is it Good for? Ssrn, 1–5. https://doi.org/10.2139/ssrn.2832751

Beni, M. C. (2003). Análise Estrutural do Turismo (8a). São Paulo: SENAC São Paulo.

Burnett, S., & Paine, S. (2001). AM RSA Security ’ s Official Guide to Cryptography. https://doi.org/10.1036/0072192259

Canucciari, C. (2016). Banking on Bitcoin. USA.

Carlozo, L. (2017). What is Blockchain.pdf. New York: Journal of Accountancy.

Cooper, C., Hall, C. M., & Trigo, L. G. G. (2011). Turismo Contemporâneo. In Turismo Contemporâneo (p. 11). Rio de Janeiro: Elsevier.

Damasceno, L. (2019). Qual máquina de cartão tem a melhor taxa de transação? Retrieved July 5, 2019, from https://br.mobiletransaction.org/maquina-de-cartao-melhor-taxa/

Follador, G. B. (2017). Cryptocurrencies and the power-to-tax [Criptomoedas e competência tributária]. Revista Brasileira de Politicas Publicas, 7(3), 80–104. https://doi.org/10.5102/rbpp.v7i3.4925

Gandal, N., & Halaburda, H. (2016). Can We Predict the Winner in a Market with Network Effects ? Competition in Cryptocurrency Market, (14), 1–32.

Karame, G. O., Androulaki, E., Roeschlin, M., Gervais, A., & Capkun, S. (2015). Misbehavior in Bitcoin : A Study of Double-Spending, 18(1).

Knezevic, D. (2018). Impact of Blockchain Technology Platform in Changing the Financial Sector and Other Industries. Montenegrin Journal of Economics, 14(1), 109–120. https://doi.org/10.14254/1800-5845/2018.14-1.8

Lee, D., Chuen, K., Guo, L., & Wang, Y. (2017). Cryptocurrency: A New Investment Opportunity? David LEE Kuo Chuen, Li GUO, Yu WANG * 24 August, 2017.

Metri, M. (2007). Poder, Moeda e Riqueza na Europa Medieval. PhD. UFRJ.

Previdi, G. de S. (2014). DESCENTRALIZAÇÃO MONETÁRIA: UM ESTUDO SOBRE O BITCOIN. Retrieved from https://lume.ufrgs.br/handle/10183/116267

Ulrich, F. (2014). Bitcoin.pdf. São Paulo: Instituto Ludwig von Mises Brasil.

Vigna, P., & Casey, M. J. (2015). An Executive Summary of How Bitcoin and DIGITAL MONEY ARE.

Yuan, Y., & Wang, F. Y. (2018). Blockchain and Cryptocurrencies: Model, Techniques, and Applications. IEEE Transactions on Systems, Man, and Cybernetics: Systems, 48(9), 1421–1428. https://doi.org/10.1109/TSMC.2018.2854904

Downloads

Publicado

2020-06-10

Como Citar

Souza, E., & de Lima Medeiros, M. (2020). Criptomoedas e suas aplicações no mercado turístico. Marketing & Tourism Review, 5(1). https://doi.org/10.29149/mtr.v5i1.5877

Edição

Seção

Artigos