SUJEITO, SOCIEDADE E HISTÓRIA: DIÁLOGOS A PARTIR DA NARRATIVA CINEMATOGRÁFICA

  • Francisco Carlos dos Santos Filho Universidade de Passo Fundo e PROJETO - Associação Científica de Psicanálise.
  • Luciana Oltramari Cezar Universidade de Passo Fundo e PROJETO - Associação Científica de Psicanálise.
  • Claudia Piccolotto Concolatto Universidade de Passo Fundo e PROJETO - Associação Científica de Psicanálise.
  • Luiza Carolina dos Santos Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: cinema, subjetividade, psicanálise, história,

Resumo

O artigo faz um enlace entre cinema, história, psicanálise e sociedade para trabalhar, através da análise de três filmes – Pan negro (Cinema Espanhol), Hiroshima, mon amour (Cinema Francês) e Adeus, Lenin! (Cinema Alemão) – com a dimensão histórica da subjetividade. Desta forma objetiva-se evidenciar o impacto que a realidade e os fatos de uma circunstância histórica têm sobre o psiquismo e a constituição dos sujeitos, sobre sua história e destino pessoal. Parte-se da perspectiva de que o aparelho psíquico é aberto, portanto suscetível às marcas do tempo e permeável à inscrição de vivências. Os filmes analisados refletem como a vida dos personagens está ligada ao contexto histórico que os circunda, atravessa e marca, inclusive de forma traumática, sua subjetividade. Memória, palavras e atos aparecem como elementos materiais capazes de permitir uma apropriação e elaboração da realidade externa. 

Biografia do Autor

Francisco Carlos dos Santos Filho, Universidade de Passo Fundo e PROJETO - Associação Científica de Psicanálise.
Professor Titular da Universidade de Passo Fundo, Doutor em Método Psicanalítico e Formações da Cultura pela PUCSP, Fundador do PROJETO - Associação Científica de Psicanálise de Passo Fundo.
Luciana Oltramari Cezar, Universidade de Passo Fundo e PROJETO - Associação Científica de Psicanálise.
Psicanalista, Fundadora do Projeto - Associação Científica de Psicanálise de Passo Fundo/RS. Mestranda do PPGEDU/UPF.
Claudia Piccolotto Concolatto, Universidade de Passo Fundo e PROJETO - Associação Científica de Psicanálise.
Psicanalista, membro do PROJETO - Associação Científica de Psicanálise. Doutoranda do PPGA/UFRGS.
Luiza Carolina dos Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre em Comunicação Social pela PUCRS. Especialista em Economia da Cultura pela UFRGS.

Referências

ADEUS Lenin. (2003). Direção: Wolfgang Becker. [Alemanha]: Imagem Filmes. 1 DVD (121 min).

BABEL. (2006). Direção: Alejandro Iñarritu. [França, EUA, México]: Paramount Pictures do Brasil. 1 DVD (143 min).

Barthes, R. (2004). O rumor da língua. São Paulo: Martins Fontes.

Bauman, Z. (2009). Vida líquida. Rio de Janeiro: Zahar.

Bleichmar, S. (2010). Psicoanálisis extramuros: puesta a prueba frente a lo traumático. Buenos Aires: EntreIdeias.

Borges, J. L. (2000). Esse ofício do verso. São Paulo: Companhia das Letras.

Ferenczi, S. (1984). El niño mal recibido y su pulsión de muerte. In: S. Fereczi. Obras completas, III. Madrid: Espasa-Calpe.

Ferenczi, S. (1984). Confusión de lengua entre los adultos y el niño. In: S. Fereczi. Obras completas, IV. Madrid: Espasa-Calpe.

Fernandes, L. (2009). O que a arte pode ensinar aos psicanalistas. Percurso: Revista de Psicanálise, XXII(43), recuperado em 22 janeiro, 2019, de: http://www1.uol.com.br/percurso/main/psc43/43Fernandes.html.

Freud, S. (2006). La escisión del Yo em el proceso defensivo, v. XXIII. Buenos Aires: Amorrortu. [1940]

Freud, S. (1987). Estudos sobre a histeria. In: S. Freud. Obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago. [1895]

Freud, S. (1987). Publicações pré-psicanalíticas. In: S. Freud. Obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago. [1896]

Freud, S. (1976). Escritores criativos e devaneios. In: S. Freud. Obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago. [1908]

HIROSHIMA Mon Amour. (1959). Direção: Alain Resnais. [França]: Pathé Films. 1 DVD (90 min).

Kupermann, D. (2012). Confusão e línguas, trauma e hospitalidade em Sándor Ferenczi. In: Psicologia em Estudos, 17(2), 329-339.

PAN Negro. (2010). Diretor: Agustí Villaronga. [França, Espanha]: Massa D'or produccions. 1 DVD (108 min).

Santos, F. & Santos, D. M. W. (2005). Em carne viva: Um diálogo imaginário com Dyonélio Machado. Revista Uruguaya de Psicoanálisis, 101, 1-10.

Schenquerman, C. (2010). Prólogo. In: S. Bleichamar. Psicoanálisis extramuros: puesta a prueba frente a lo traumático. Buenos Aires: Entreideas.

Truffaut, F. (2006). O prazer dos olhos: escritos sobre cinema. Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

Publicado
2019-02-09
Seção
Dossiê "Cinema: Trabalho, Organizações e Sociedade"