O ROMPIMENTO DA BARRAGEM DA SAMARCO E A CONSTRUÇÃO DE SIGNIFICADOS: O CASO DE AGENTES PÚBLICOS DE ÓRGÃOS DE AMPARO E SOCORRO AOS ATINGIDOS PELA LAMA

  • João Vitor de Castro Ribeiro Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciências Administrativas
  • Diego Luiz Teixeira Boava Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciências Administrativas
  • Fernanda Maria Felicio Macedo Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciências Administrativas
  • Jussara Jéssica Pereira Fundação Getúlio Vargas
Palavras-chave: Rompimento da Barragem, Samarco, Mariana, Agentes Públicos.

Resumo

O presente trabalho pretende analisar o evento do rompimento da Barragem de rejeitos da mineradora Samarco em uma perspectiva distinta entre as mais comumente empregadas, evidenciando a visão dos agentes que prestaram atendimento aos atingidos pela lama. Desta forma, analisam-se depoimentos de agentes públicos responsáveis pelo socorro e amparo às vítimas que ficaram desabrigadas após a passagem da lama. Emprega-se como referencial teórico o Sensemaking que aborda o processo de construção de significados no cotidiano das organizações em face de estados de ruptura ocasionados por processos de mudança. Para tal, utiliza-se um delineamento qualitativo, exploratório e descritivo, em formato de estudo de caso, coletando-se os dados por meio de entrevistas semiestruturadas. Como resultado, tem-se que para os agentes públicos, o rompimento da Barragem foi o início de uma nova vida em Mariana, um recomeçar, tanto para as vítimas, quanto para eles mesmos e para a Samarco.

Biografia do Autor

João Vitor de Castro Ribeiro, Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciências Administrativas

Bacharel em Administração (UFOP)

Colaborador em pesquisa na UFOP

Diego Luiz Teixeira Boava, Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciências Administrativas

Prof. Adjunto na Universidade Federal de Ouro Preto

Doutor em Administração (UFLA)

Fernanda Maria Felicio Macedo, Universidade Federal de Ouro Preto Departamento de Ciências Administrativas

Profa. Adjunta na Universidade Federal de Ouro Preto

Doutora em Administração (UFLA)

Jussara Jéssica Pereira, Fundação Getúlio Vargas

Mestre em administração (UFLA)

Doutoranda em Administração (FGV-EAESP)

Referências

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1979. 223 p.
BOLSON, J. H. G. Circuitos Turísticos de Minas Gerais - Modelo de Regionalização. Agosto. 2004. Decreto n. 43.321 de 08 de maio de 2003. Disponível em: . Acesso em 06 de Julho de 2016.
BORGES, M. L., JUNGES, F. M., CHRISTMANN, I. S.. Sensemaking como processo comunicativo na prática da gestão da liderança intermediária em uma organização do setor de TI. Revista de Gestão do Unilasalle, Canoas, v. 2, n. 2, p. 201-214, 2013.
BOUDES, T., LAROCHE, H. Tirando o calor: sensação narrativa em relatórios de inquérito pós-crise. Estudos de organização, v. 30, n. 4, p. 377-396, 2009.
BOUDES, T.; LAROCHE, H. Taking off the heat: Narrative sensemaking in post-crisis inquiry reports. Organization Studies, v. 30, n. 4, p. 377-396, 2009.
BOVESPA. Fato Relevante: Vale informa sobre ação civil pública. 2015. Disponível em: . Acesso em 07 de Julho de 2016.
CAMPOS, C. J. G. Método de análise de conteúdo: ferramenta para a análise de dados qualitativos no campo da saúde. Revista Bras Enferm, v. 57, n. 5, p. 611-4, 2004.
CAVALCANTE, R. B.; CALIXTO, P.; PINHEIRO, M. M. K. Análise de conteúdo: considerações gerais, relações com a pergunta de pesquisa, possibilidades e limitações do método. Inf. & Soc.:Est., João Pessoa, v.24, n.1, p. 13-18, 2014.
DALFOVO, M. S.; LANA, R. A.; SILVEIRA, A. Métodos quantitativos e qualitativos: um resgate teórico. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, Blumenau, v.2, n.4, p.01- 13, 2008.
DNPM. Arrecadação CFEM. Disponível em: Acesso em 15 de Maio de 2016
FAGUNDES, M. Uma cidade feita de minério, 2013. Disponível em: . Acesso em 25 de Maio de 2016
FLAUSINO, C. C. Negócios da Escravidão: Tráfico Interno de Escravos em Mariana, 1850-1886. 2006, 202f. Dissertação (Mestrado em Historia) – Instituto de Ciências Humanas. Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2006.
IBAMA. Laudo técnico preliminar: impactos ambientais decorrentes do desastre envolvendo o rompimento da Barragem de Fundão, em Mariana, Minas Gerais. Brasília, 2015.
IBGE. Cidades, Minas Gerais, Mariana. Informações completas. Disponível em:< http://cod.ibge.gov.br/9AQ>. Acesso em 11 de Maio de 2016
IBGE. Nota metodológica da série do PIB dos Municípios 2010. Disponível em:. Acesso em 11 de Maio de 2016
IBGE. Produto Interno Bruto dos municípios 2010-2013. Disponível em: . Acesso em 11 de Maio de 2016
MILLS, J. H., WEATHERBEE, T. G. Os furacões quase não acontecem: sentir como uma estrutura para a compreensão de desastres organizacionais. Cultura e Organização, v.12, n 3, p. 265 - 279, 2006.
MILLS, J. H.; WEATHERBEE, T. G. Hurricanes hardly happen: Sensemaking as a framework for understanding organizational disasters. Culture and Organization, v. 12, n. 3, p. 265-279, 2006
MONTENEGRO, L. M.; CASALI, A. M. O Modelo de Organizing de Karl Weick e sua Ênfase na Comunicação. In: Encontro de Estudos Organizacionais da ANPAD, n. 5, 2008, Belo Horizonte. Anais... Belo Horizonte, 2008.
MORAES, R.. Análise de conteúdo. Revista Educação, Porto Alegre, v. 22, n. 37, p. 7-32, 1999.
O'CONNELL, C. J.; MILLS, A.J. Making sense of bad news: the media, sensemaking, and organizational crisis. Canadian Journal of Communication, v. 28, n. 3, 2003.
OLIVEIRA NETA, L. B. O impacto da crise econômica financeira de 2008-2009 nas relações econômicas do Brasil com a china. Horizonte Científico. v. 8. n. 1, p.1-26, 2014.
PREFEITURA MUNICIPAL DE MARIANA. Dados demográficos. Disponível em: . Acesso em 13 de Maio de 2016
SAMARCO MINERAÇÃO. Reconhecimentos. Disponível em: . Acesso em 25 de Maio de 2016
SAMARCO MINERAÇÃO. Relatório anual de Sustentabilidade, 2014. Disponível em: . Acesso em 27 de Maio de 2016
SILVA, G. A.; BOAVA, D.L.T. ; MACEDO, F. M. F. Refugiados de Bento Rodrigues: estudo fenomenológico sobre o desastre de Mariana, MG. In: IV CBEO, 2016, Porto Alegre. Anais, 2016.
SOUZA, L. A.; SOBREIRA, F. G.; PRADO FILHO, J. F.. Cartografia e Diagnóstico Geoambiental Aplicados ao Ordenamento Territorial do Município de Mariana – MG. RBC - Revista Brasileira de Cartografia. n. 57/03, p. 189-203, 2005.
SOUZA, R. B.; BRITO, M.J; BAETA, O.V. O poder simbólico e o gerenciamento de impressões na crise: o caso da Samarco em Minas Gerais. In: XIX SEMEAD… Anais... São Paulo: São Paulo, 2016.
VELOSO, T. Do arraial à cidade: ocupação do espaço e dinâmica urbana na (re)construção de Mariana, Minas Gerais (1742-1747). Temporalidades – Revista Discente do Programa de Pós-Graduação em História da UFMG, v. 5, n. 1, p. 145-166, 2013.
VENTURA, M. M. O estudo de caso como modalidade de pesquisa. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, v. 20, n. 5, p. 383-386, 2007.
VIEIRA, M. Samarco inicia projeto de expansão da produção de pelotas de ferro para exportação. 2014. Estado de Minas. Disponível em:< http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2014/04/04/internas_economia,515363/samarco-inicia-projeto-de-expansao-da-producao-de-pelotas-de-ferro-para-exportacao.shtml>. Acesso em 07 de Julho de 2016.
WEICK, K. Sensemaking in organizations. Thousand Oaks: SAGE, 1995.
YBEMA, S.; WILLEMS, T. Making Sense of Sense-Breaking. In: Academy of Management Proceedings. Academy of Management, v.2015, n.1. p. 14563, 2015.
Publicado
2019-05-27
Seção
Dossiê "'Da Lama ao Caos'"