Fusões e Aquisições de Empresas Brasileiras: Sinergias Operacionais, Gerenciais e Rentabilidade

Autores

  • Marcos Antônio de Camargos
  • Francisco Vidal Barbosa

Palavras-chave:

Fusões e Aquisições, Sinergias Operacionais e Gerenciais, Rentabilidade.

Resumo

O objetivo deste artigo foi avaliar se as fusões e aquisições (F&A’s) de empresas brasileiras resultaram em sinergias operacionais e gerenciais e, também, no aumento da rentabilidade das empresas envolvidas. Foram analisados dados trimestrais de 76 empresas brasileiras de uma amostra de 72 processos de F&A’s, ocorridos entre janeiro de 1996 e dezembro de 2004. Trata-se de uma pesquisa quantitativa, na qual as médias de dez variáveis foram comparadas estatisticamente, nos dois anos anteriores e posteriores à F&A por meio do Wilcoxon Signed Rank Test e do Rank Test, tentando-se seis hipóteses teóricas. Os resultados mostraram que as F&A’s: 1. levaram a alteração (aumento) significante estatisticamente no valor dos ativos das empresas; 2. resultaram em sinergias operacionais e gerenciais; 3. não se refletiram no aumento da rentabilidade das empresas estudadas, mas aparentemente dos acionistas; 4. as empresas adquirentes e as F&A’s ocorridas do Período 2 (após janeiro de 2000) apresentaram um maior potencial de gerar sinergias operacionais e gerenciais e de melhorar a rentabilidade. A explicação para esses resultados seria que o possível aumento na lucratividade foi compensado pelo aumento do valor do ativo total, do patrimônio líquido e das dívidas para financiá-las.

Downloads

Publicado

2010-03-25

Como Citar

DE CAMARGOS, M. A.; BARBOSA, F. V. Fusões e Aquisições de Empresas Brasileiras: Sinergias Operacionais, Gerenciais e Rentabilidade. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 21, n. 1, p. 69-99, 2010. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/816. Acesso em: 12 ago. 2022.