Investidores Institucionais e o Foco no Curto Prazo: um Estudo nas Empresas Negociadas na Bovespa

Autores

  • Melícia da Silva Ferri
  • Rodrigo Oliveira Soares

Palavras-chave:

Investidores Institucionais, Miopia de Investimentos, Curto Prazo, q de Tobin.

Resumo

Os investidores institucionais são, geralmente, associados às boas práticas de governança corporativa, dado que os mesmos possuem alta capacidade de monitoração da administração da empresa. Entretanto, pode ser argumentado (BUSHEE, 1998) que a presença de tais investidores pode estar associada a um comportamento de gerenciamento de resultados, privilegiando o curto prazo em detrimento do longo prazo. O presente artigo objetiva investigar relações entre a presença de investidores institucionais e o foco das empresas em investimento de curto prazo em detrimento do de longo prazo. Para tanto foram realizados dois testes estatísticos, sendo um paramétrico (teste t) e não paramétrico (teste de Wilcoxon), em uma amostra das empresas mais líquidas negociadas na Bovespa. Os principais resultados não permitem descartar a hipótese de que há gerenciamento de resultados, estimulando estudos complementares que aprofundem a proposição.

Downloads

Publicado

2009-12-21

Como Citar

FERRI, M. da S.; SOARES, R. O. Investidores Institucionais e o Foco no Curto Prazo: um Estudo nas Empresas Negociadas na Bovespa. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 20, n. 4, p. 15-30, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/714. Acesso em: 24 set. 2021.