Custos em Empresas Prestadoras de Serviços: o Conceito de Objeto de Custo e a Realidade das Empresas

Autores

  • Beatriz Fátima Morgan
  • Mariana de Sousa Rosa

Palavras-chave:

Objeto de Custo, Métodos de custeio, Serviços

Resumo

    A aplicabilidade das informações de custos em empresas de serviços tem merecido maior atenção dos pesquisadores nas últimas décadas, tendo em vista as características peculiares dessas empresas. É comum encontrar-se na literatura da área maior enfoque para as empresas industriais, e com isso os conceitos e exemplos direcionados para essas empresas. O presente trabalho procurou, por meio da revisão literária, definir o que é objeto de custo e adequar esse conceito à realidade dos serviços. O trabalho de campo consistiu na utilização da técnica de aplicação de questionário feita em empresas do âmbito de serviços no Distrito Federal. Foi analisado se as instituições conseguem definir objeto de custo de forma generalizada; se conseguem aplicar esse conceito à sua realidade diária; o quão difícil consideram a separação de custos e despesas; quais métodos de custeio utilizam e como são definidos seus preços. Constatou-se que aproximadamente 55% das empresas conseguiram definir seus objetos de custo. Das empresas pesquisadas, 45% apuram custo por objeto, e nessas os Métodos de Custeio Variável e Direto são os mais utilizados. Com relação à dificuldade de separação de custos e despesas, 60% afirmaram ter muita ou alguma dificuldade, ao passo que 40% afirmaram não ter nenhuma dificuldade. Por fim, para a definição de preços, 63% das organizações estudadas declararam tomar por base o preço concorrente no segmento.

Downloads

Publicado

2009-05-11

Como Citar

MORGAN, B. F.; ROSA, M. de S. Custos em Empresas Prestadoras de Serviços: o Conceito de Objeto de Custo e a Realidade das Empresas. Contabilidade Vista & Revista, [S. l.], v. 17, n. 4, p. 97-111, 2009. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/contabilidadevistaerevista/article/view/314. Acesso em: 4 dez. 2021.