ANÁLISE DAS CONDIÇÕES DE FUNCIONAMENTO DOS SERVIÇOS AMBULATORIAIS ESPECIALIZADOS EM HEMATOLOGIA NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO – SP

  • Mário Ivo Serinolli Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão em Sistemas de Saúde (PMPA-GSS) - Universidade Nove de Julho (UNINOVE).
  • Márcia Cristina Zago Novaretti Programa de Mestrado Profissional em Administração - Gestão em Sistemas de Saúde (PMPA-GSS) - Universidade Nove de Julho (UNINOVE).
Palavras-chave: Gestão em Saúde, Regulação, Hematologia, Serviço Ambulatorial, Eficiência.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar as condições de funcionamento dos serviços ambulatoriais de hematologia públicos da prefeitura do município de São Paulo - SP, uma vez que o diagnóstico precoce e tratamento adequados podem ser críticos para doenças como anemia falciforme, leucemias e linfomas. Como resultado, verificou-se que o número de consultas em hematologia disponibilizadas é inferior à demanda e à fila de espera em toda a cidade. Notou-se ausência de ambulatórios de hematologia nas regiões leste e norte, que os serviços referência/contra-referência não estão integrados, que exames essenciais na especialidade não são facilmente disponíveis, que pacientes são encaminhados ao hematologista frequentemente sem exames, e que há erros de encaminhamento pelos médicos da rede básica. Concluiu-se que o atendimento ambulatorial em hematologia é insuficiente e de resolutividade limitada nas condições atuais de funcionamento, e que as regiões leste e norte sequer dispõem de ambulatório especializado em hematologia.  

Publicado
2017-08-08
Seção
Artigos