ANÁLISE DOS INDICADORES DE LEISHMANIOSE EM SERGIPE

Resumo

A Leishmaniose é uma zoonose com crescente urbanização no Brasil desde os anos 1990, que têm preocupado as autoridades de saúde pública pela alta incidência no país. Sua ocorrência está associada às alterações no ambiente e ao constante movimento migratório da população das periferias dos grandes centros, a exemplo das demais doenças negligenciadas que estão relacionadas a fatores socioeconômicos, culturais, étnico-raciais, psicológicos e comportamentais. Tendo em vista, as manifestações da Leishmaniose visceral e tegumentar em Sergipe, o estudo buscou identificar os municípios mais afetados no período de 2007 a 2017, visando oferecer subsídios para ações de vigilância e controle da doença. O método utilizado envolveu uma pesquisa de natureza bibliográfica, exploratória, observacional, obtida por fontes secundárias, envolvendo um levantamento bibliográfico em bancos de dados do DATASUS, Sistema de Informação de Mortalidade (SIM) e Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Os principais resultados evidenciaram a incidência da doença concentrada na “grande Aracaju” com 90% dos casos registrados, sendo 80% para Leishmaniose Visceral (LV).

https://doi.org/10.21450/rahis.v15i4.5397
PDF