INOVAÇÕES EM SERVIÇOS DE DOAÇÃO E TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS: REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA

Resumo

Os processos de doação/transplante de órgãos são altamente complexos e possuem significativo potencial para melhorias advindas de inovações. Este artigo visa sintetizar a literatura sobre inovação em serviços de doação/transplante, analisando os tipos e enfoque das inovações e descrevendo lacunas e oportunidades de pesquisa. Foi realizada busca sistemática em bases de dados de gestão e saúde, aplicando descritores que integram os temas de inovação e de doação/transplante. De 115 artigos inicialmente retornados, 31 foram analisados. Os resultados indicam concentração de estudos nos Estados Unidos e que endereçam o transplante de rins e fígados a partir de doadores falecidos.  Em sua maioria, são estudos empíricos, predominantemente ensaios clínicos. De modo geral, as inovações são mensuradas a partir de seus efeitos em um grupo de indivíduos e se distribuem nas diversas etapas do processo de doação/transplante. Fica evidente que as inovações no campo são analisadas majoritariamente sob enfoque clínico, através da descrição da inovação e de seus resultados médicos para pacientes. A escassez de debates sobre a gestão do processo de inovação abre espaço para pesquisas futuras.

https://doi.org/10.21450/rahis.v15i4.5281
PDF