PRÁTICAS DE GOVERNANÇA CORPORATIVA NO SETOR SAÚDE

Resumo

Atrelada ao aperfeiçoamento dos sistemas de gestão, para agregação de valor à riqueza dos acionistas, a governança corporativa propicia um modelo decisório equilibrado, na medida em que ajuda a reduzir excessos praticados por gestores. Assim, analisam-se aqui as práticas de governança corporativa divulgadas pelas empresas do setor saúde listadas na B3 e na Nyse, bem como sua relação com o desempenho. Para tanto, reúnem-se dados de 32 companhias, referentes ao período de 2013 a 2017, coletados nos Formulários de Referência, no Annual Reporting,nosformulários 20-F e 10K, na base de dados Economática®e no Center of Research in Security Prices(CRSP). Os resultados apontam que as empresas estrangeiras listadas na Nyse apresentam melhores índices de governança corporativa se comparadas com aquelas listadas na B3, além de que foi constatado que entre os dois grupos há diferenças entre médias estatisticamente significantes para o índice de governança, considerando-se as práticas do conselho de administração. Os resultados não apresentaram significância para se inferir qualquer correlação entre o índice de governança corporativa e as medidas de desempenho empregadas.

https://doi.org/10.21450/rahis.v15i4.5153
PDF