Gestão de Competências Profissionais: estudo comparativo com médicos e enfermeiros de dois hospitais

Palavras-chave: Gestão de competência profissional, Competência profissional, Hospital

Resumo

O objetivo do estudo foi analisar e comparar como são geridas as competências profissionais (GCP) de médicos e enfermeiros em dois hospitais, na percepção dos próprios sujeitos. Os projetos de pesquisa foram aprovados nos Comitês de Ética dos dois hospitais (protocolos: CAAE-0012.0.230.230-09 e 314/10). Na pesquisa descritiva e qualitativa, coletaram-se dados por meio de entrevistas. Os dados de 42 entrevistados (21 médicos e 21 enfermeiros) em um hospital e 28 (13 médicos e 15 enfermeiros) do outro foram submetidos à análise de conteúdo. Percebeu-se que a GCP tem caráter individualizado e individualizante, pautada na ação do profissional, com contribuições do hospital e sem apoio de instituições de interesse coletivo. Dentre suas dificuldades, observam-se escassez de tempo e/ou dinheiro, sobrecarga do trabalho, cansaço físico e psicológico, precários processos e condições de trabalho.

Biografia do Autor

Kely César Martins Paiva, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora, Mestre e Graduada em Administração.

Professora e Pesquisadora (CEPEAD/CAD/FACE/UFMG)

Gizelle Souza Mageste, Universidade Federal de Minas Gerais
Doutoranda e Mestre em Administração (CEPEAD/CAD/FACE/UFMG), Bacharel em Comunicação Social (UFMG)
Publicado
2018-12-27
Seção
Artigos