AVALIAÇÃO DOS CUSTOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO DE CUIDADO AMBULATORIAL DOS PACIENTES INCLUSOS NO PROGRAMA DE OBESIDADE MÓRBIDA ATRAVÉS DO MÉTODO DE CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES (ABC)
PDF

Palavras-chave

Custos. Custeio baseado em atividades. Obesidade.

Resumo

Considerando que os elevados custos com o tratamento das doenças relacionadas ao excesso de peso e obesidade têm se tornado um grande problema econômico, o objetivo deste estudo é avaliar os custos envolvidos no processo de cuidado ambulatorial dos pacientes inclusos no programa de obesidade mórbida do ambulatório de endocrinologia de um hospital público. A população do estudo é composta por pacientes inclusos no programa, e que foram acompanhados por 90 dias, sendo entrevistados e analisados seus prontuários e estrutura utilizada para o cuidado desses pacientes. Os custos foram calculados através do custeio baseado em atividades. Observou-se uma frequência maior de hipertensão e diabetes mellitus bem como quantidade de doenças, assim como maior consumo de medicamentos no período pré-operatório em relação ao pós-operatório. O tratamento ambulatorial mensal custou R$ 526,17 por paciente mês e o custo de maior relevância é o relacionado a estrutura, com um gasto mensal médio por paciente de R$346,63 comparado com R$119,26, relacionado a medicamentos e R$60,28, relacionado a exames. Conclui-se que o custo estrutural foi bem superior aos custos com exames e medicamentos e que a atividade de maior custo foi a de realizar serviços de recepção. 

https://doi.org/10.21450/rahis.v15i3.4854
PDF