Impactos do Crescimento da População Evangélica na Cultura Econômica Brasileira

Liberalismo e Seleção Econômica

  • Francesco Brandão Ferreira de Carli UFMG
  • Filipe Araújo Guimarães UFMG
  • Guilherme de Oliveira Silva UFMG
  • Thiago Kachan Suman UFMG
  • Matheus Henrique Paranhos Corradi UFMG
  • Victor Hugo Martins Duarte Lima UFMG
  • Matheus Luiz Zanon Soares UFMG
  • Pedro Henrique Meireles de Oliveira UFMG
  • Victor Hugo Martins Duarte Lima UFMG

Resumo

Existe, atualmente, ampla literatura que suporta a tese de que o neopentecostalismo estimula em seus fiéis um comportamento meritocrático, empresarial e liberal economicamente, o qual cresce dentro de comunidades religiosas de mútuo suporte e que pode impactar positivamente sobre a renda das populações evangélicas. O propósito deste artigo é trabalhar a hipótese de que estes ideais podem se difundir pela sociedade brasileira no longo prazo através de um processo de “seleção econômica”, como definido por Max Weber, e, desta forma, contribuir para a formação de uma sociedade mais livre, rica e baseada na iniciativa privada.

There is currently a large literature which supports the thesis that Neo Pentecostalism encourages in its followers a meritocratic, entrepreneurial and economically liberal behavior, which grows within religious communities of mutual support and that can positively impact the income of protestant populations. The purpose of this article is to work on the hypothesis that these ideals can be spread within Brazilian society in the long term through a process of "economic selection", as defined by Max Weber, and, in this way, contribute to the formation of a more free, rich and private initiative based society.

Publicado
2018-12-29
Seção
Artigos