GOVERNANÇA CORPORATIVA EM UM HOSPITAL DE MINAS GERAIS

Ludimila Catarina Ferreira, Luiz Alex Silva Saraiva

Resumo


Nesse estudo se aborda como a governança é percebida pelo stakeholders, a partir do pressuposto que, para alcançar resultados, é preciso haver valorização e estímulo para o alcance do interesse das partes interessadas. Para tanto, foi observado o caso de um hospital filantrópico de uma cidade do interior de Minas Gerais, tendo sido o caso analisado construído a partir de informações obtidas na internet associadas à realização de entrevistas semiestruturadas com stakeholders. Os principais resultados sugerem que no modelo de governança identificado no hospital, o de stakeholders, há falhas nas práticas de responsabilidade e participação, o que torna particularmente problemática a relação entre gestão e empregados, o que interfere na gestão da organização como um todo.


Palavras-chave


Governança corporativa; Administração hospitalar; Minas Gerais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21450/rahis.v15i1.4699

Licença Creative Commons Todo o conteúdo deste periódico, salvo indicação em contrário, está licenciado sob a Creative Commons Attribution License.

Site melhor visualizado com o navegador Mozilla Firefox.