[1]
I. E. de Castro, “Imaginário político e realidade econômica: o "marketing" da seca nordestina”, Neco, vol. 2, nº 2, dez. 2013.