[1]
V. Eberle e R. D. Colauto, “Pressões Institucionais e Adoção do Balanced Scorecard: o Caso de uma Organização do Setor Elétrico do Sul do Brasil”, Contab. Vista & Rev., vol. 25, nº 3, p. 95-120, maio 2015.