[1]
J. G. P. Filho, “Capital de Giro e sua análise: alerta necessário”, Contab. Vista & Rev., vol. 3, nº 1, p. 03-04, abr. 2009.