[1]
A. B. G. R. Maia e A. C. de Vasconcelos, “DISCLOSURE DE ATIVOS INTANGÍVEIS DOS CLUBES DE FUTEBOL BRASILEIROS E EUROPEUS”, Contab. Vista & Rev., vol. 27, nº 3, p. 1-31, set. 2016.