INOVAÇÃO EM CLINICAS POPULARES DE SAÚDE: UM ESTUDO DE MÚLTIPLOS CASOS NA REGIÃO DO EXTREMO SUL DA BAHIA

Rachel de Camargo Serpa de Almeida, José Geraldo Pereira Barbosa, Cecília Lima Queirós Mattoso

Resumo


O objetivo da pesquisa foi descrever quais são as orientações estratégicas utilizadas por três clínicas populares de saúde localizadas no município de Teixeira de Freitas (BA) para desenvolver inovações para pacientes de baixa renda. A pesquisa de campo foi conduzida por meio de um estudo múltiplo de casos com abordagem qualitativa. A coleta de dados envolveu análise documental, observação direta e entrevistas com gestores; médicos; pacientes e recepcionistas. Direcionadas principalmente aos processos, as inovações encontradas são preponderantemente de natureza incremental, do tipo ad hoc, e desenvolvidas a partir de um processo de inovação comandado pela prática. Os resultados da pesquisa indicaram as seguintes orientações estratégicas para as inovações: identificar e atender às funcionalidades mais essenciais do público de baixa renda; aumentar a escala de produção; recorrer a canais de distribuição e marketing específicos à baixa renda; construir imagens de produtos adequadas ao mercado popular; e alongar financiamentos com prestações baixas.  


Palavras-chave


inovação; serviços de saúde; comportamento do consumidor; baixa renda

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21450/rahis.v15i1.4431

Licença Creative Commons Todo o conteúdo deste periódico, salvo indicação em contrário, está licenciado sob a Creative Commons Attribution License.

Site melhor visualizado com o navegador Mozilla Firefox.