PRONTUÁRIO ELETRÔNICO DO PACIENTE: ACEITAÇÃO DE TECNOLOGIA POR PROFISSIONAIS DA SAÚDE

Cristiana Fernandes De Muylder, Severino Dias Carneiro, Lousanne Cavalcanti Barros, Jeferson Gonçalves Oliveira

Resumo


Diversas inovações tecnológicas foram incorporadas no setor de saúde quanto ao controle e gestão de informações sobre histórico do paciente. Buscando atender as premissas propostas pelo modelo TAM, no contexto específico de gestão hospitalar, o problema de pesquisa foi: Como usuários de prontuário eletrônico do paciente percebem a utilidade e facilidade desta tecnologia em seu cotidiano? Pretendeu-se desenvolver estudo descritivo cujo objetivo foi descrever e analisar as variáveis que influenciam na percepção da utilidade e facilidade de uso de prontuário eletrônico do paciente, sob o ponto de vista dos profissionais da área da saúde da região Metropolitana de Belo Horizonte. O questionário eletrônico foi enviado a profissionais que atuam na área da saúde, por meio da técnica de snow ball e por acessibilidade e disponibilidade. Os resultados apontaram que ocorre utilidade percebida com o uso da tecnologia, sendo que alguns profissionais indicaram dificuldades de uso. Os resultados e discussões gerados nesta pesquisa, apesar das limitações, indicam a importância de novos estudos que envolvam a saúde e a importância da tecnologia para a sociedade.


Palavras-chave


Prontuário eletrônico do paciente; Modelo de aceitação tecnologia; Profissionais da saúde

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21450/rahis.v14i1.3752

Site melhor visualizado com o navegador Mozilla Firefox.