A POLÍTICA DE FOMENTO À CRIAÇÃO DOS NÚCLEOS DE INOVAÇÕES TECNOLÓGICAS APLICADA ÀS INSTITUIÇÕES HOSPITALARES – O CASO “FHEMIG-INOVA”

Flávio Diniz Capanema, Ane Graziela Ferreira Andrade, Bruna Jacomini Martins, Paola Souza dos Santos

Resumo


O processo de Inovação Tecnológica perpassa a realidade econômica mundial, configurando-se como fator estratégico e de soberania nacional. Com a implantação da Lei da Inovação em 2004, e mais recentemente, do Código de Ciência e Inovação em 2016, o Brasil tem buscado incentivar a criação dos Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) dentro das Instituições de Pesquisa Científica e Tecnológica de todo o país. Os NITs são órgãos responsáveis por criar, estimular e proteger a inovação tecnológica, atendendo às demandas do mercado, com a função primordial de fomentar a política de inovação e proteção intelectual no país. A área da saúde ainda apresenta poucas ações de gestão voltadas para o fomento da Ciência, Tecnologia e Inovação em suas instituições e com escassez de atuação de NITs no setor hospitalar em especial. Este artigo visa relatar o processo de criação de um NIT na Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG), sua atuação com agente responsável pela gestão da política de inovação e seus resultados alcançados desde a sua criação. Trata-se de ação pioneira, sendo a única entidade unicamente hospitalar a constituir um NIT em Minas Gerais.


Palavras-chave


Inovação Tecnológica; Gestão; Rede Hospitalar

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21450/rahis.v14i2.4421

Site melhor visualizado com o navegador Mozilla Firefox.