DESEMPENHO DAS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE: UM ESTUDO SOBRE OS INDICADORES DE SAÚDE OBSERVADOS NO DATASUS, NO PERÍODO DE 2012 A 2017.

Rodrigo Cassimiro de Freitas, Lilian Ferrugini, Nivaldo Calixto Ribeiro, Mozar José de Brito

Resumo


O presente artigo se propôs investigar os impactos dos investimentos financeiros em saúde nos indicadores de performance das redes de atenção à saúde nos 853 municípios do Estado de Minas Gerais. Para isso, o referencial teórico comenta brevemente as redes interorganizacionais, os processos de cooperação e os indicadores elencados pelo DATASUS. O período de análise consistiu no intervalo entre 2012 e 2017. A abordagem metodológica é quantitativa, de caráter conclusivo com utilização de técnica estatística multivariada de interdependência, denominada Análise Fatorial. Os resultados apontaram três fatores que explicam 53,76% da variância total ('Cobertura da Atenção Básica', 'Urgência e Emergências' e 'Saúde Infantil e Psicológica') e sinalizam para dimensões que demandam maior atenção ao investir recursos em Saúde Pública. As conclusões indicam que alguns questionamentos e aspectos mais pontuais precisam de esclarecimentos que podem ser oferecidos por outras pesquisas. Sugere-se pesquisas que utilizem de análise sociométrica para compreender a formação das Redes de Atenção à Saúde.


Palavras-chave


Redes de Atenção à Saúde; Indicadores; Análise Fatorial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.21450/rahis.v15i1.4758

Licença Creative Commons Todo o conteúdo deste periódico, salvo indicação em contrário, está licenciado sob a Creative Commons Attribution License.

Site melhor visualizado com o navegador Mozilla Firefox.