Negative incentives and sustainability in the amazonian logging industry

Hilder André Bezerra Farias, Sérgio Luiz de Medeiros Rivero, Márcia Jucá Teixeira Diniz

Resumo


O presente texto investiga a existência de um lock-in, ou aprisionamento, de baixa tecnologia e alto impacto ambiental na indústria madeireira na Amazônia Brasileira. A pesquisa teve como base teórica a Economia Evolucionária, especialmente a noção de trajetória tecnológica. Foi estudada a dualidade de decisões envolvendo a exploração madeireira, divididas entre exploração convencional (EC) e de impacto reduzido (EIR). Um modelo de simulação baseado em agentes em que a tomada de decisão sob racionalidade limitada ocorre segundo um algoritmo genético foi elaborado na linguagem de programação Java. Os resultados apontam para a existência do lock-in, para a aversão dos produtores a riscos, para maior eficiência operacional da exploração sustentável e para os benefícios oriundos de uma política de bônus ambiental, tanto em termos econômicos quanto ecológicos.


Palavras-chave


indústria madeireira; racionalidade limitada; simulação baseada em agentes; exploração de impacto reduzido; economia evolucionária.

Texto completo:

PDF (English)


Direitos autorais 2018

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Patrocínio:

BDMG

 

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.