COMO DISCENTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REAGEM À DILEMAS ÉTICOS DA PROFISSÃO?

Cristian Bau Dal Magro, Thiago Bruno de Jesus Silva, Vinicius Costa da Silva Zonatto

Resumo


Este estudo analisa a visão de estudantes de ciências contábeis, de acordo com suas características individuais, profissionais e acadêmicas, diante de dilemas éticos da profissão. A amostra da pesquisa, delineada pelo retorno do instrumento de coleta, compreendeu 504 discentes. O instrumento de pesquisa foi dividido em quatro blocos: características individuais, profissionais e acadêmicas e cenários de dilemas éticos. Foram utilizados para análise dos dados a estatística descritiva, testes paramétricos de comparação de médias e Mann-Whitney e o teste não-paramétrico do Kruskal-Wallis. Os resultados sugerem que os fatores preponderantes da ética dos discentes na profissão contábil estão vinculados à variáveis como: gênero, idade, experiência profissional, tipologia da instituição, cursar a disciplina de ética, titulação do professor, discussão do código de ética e ter cursado outro curso de graduação. Nos dilemas éticos, conclui-se que os estudantes aceitariam oferecer serviços contábeis por uma remuneração injusta no intuito de captar clientes, mesmo sendo um ato antiético. Por outro lado, os discentes percebem como antiética a retenção de recursos financeiros dos clientes para recolhimento dos impostos e, posteriormente não efetivar a quitação. Os resultados revelam que a formação em contabilidade do professor da disciplina de ética auxilia os alunos em compreender melhor quais são as atitudes antiéticas que ocorrem no decorrer da profissão e no mundo dos negócios, o que reforça a importância do ambiente educacional, da formação e atuação do docente, como elementos determinantes na promoção de reflexões a respeito de dilemas éticos da profissão contábil.     


Palavras-chave


Dilemas Éticos; Discentes de Ciências Contábeis; Características Individuais; Características Profissionais; Características Acadêmicas.

Texto completo:

PDF