CUSTO TOTAL DE USO E PROPRIEDADE (TCO): ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA GRÁFICA DO RIO GRANDE DO SUL (RS)

Tiago Coser, Marcos Antônio Souza

Resumo


O processo de automação industrial tem demandado contínuos investimentos empresariais e, neste ambiente, conhecer os custos associados ao ciclo de vida de um produto auxilia no planejamento e utilização de recursos corporativos. Diante disso, o objetivo do artigo é investigar o uso da técnica do custo total de uso e propriedade (TCO) por uma indústria gráfica do RS, na aquisição de um equipamento industrial. Trata-se de um estudo de caso único desenvolvido no 2º semestre de 2014, com base em uma aquisição realizada em 2013. Os principais achados indicam que a denominação TCO não era conhecida por todos os gestores, apesar de a utilizarem ainda que de forma parcial. As principais categorias de custos identificadas foram custos de transação, qualidade, ciclo de vida, manutenção reparo e operação (MRO), gestão de pessoal e tecnológico. O ciclo de vida da tecnologia do equipamento foi avaliado em seis anos. Identificou-se também que os custos diretos associados à compra e considerados pela empresa representam apenas 53,2 % do custo total do equipamento, permanecendo os demais custos como ocultos. 


Palavras-chave


Gestão Estratégica de Custos; Ciclo de Vida; Custo Total de Uso e Propriedade (TCO).

Texto completo:

PDF